Categorias
Blog

Horta caseira

Quem mora em apartamento não tem espaço para uma horta e precisa comprar tudo o que consome…  será?

Hoje vamos usar este espaço para mostrar que é possível sim cultivar alguns alimentos, desde que a gente se organize e se prepare para isso. O resultado pode ser muito bom e gratificante, além de saudável e econômico.

Para iniciar é necessário verificar o espaço disponível, para então organizar a horta caseira.

O local precisa ser ventilado e ter boa iluminação solar por alguns períodos do dia. O sol da manhã é excelente para o cultivo de plantas.

O tamanho da horta caseira deve condizer com o espaço para ficar algo prático, agradável aos olhos e que não atrapalhe a circulação de pessoas.

Após a etapa da escolha do local, temos que escolher o que iremos plantar.

Para te ajudar, elaboramos uma pequena lista contendo as principais características de cultivo e os alimentos indicados:

Frio: a pimenta e o manjericão não se adaptam no frio menor que 18 graus.

Calor: locais muito quentes não fazem bem para a alface, rúcula e orégano.

Sol: a cebolinha e a salsa gostam de sol pleno, porém sobrevivem bem em meia sombra.

Umidade: o alecrim, tomilho e orégano não gostam de umidade. Já a salsa gosta de muita água.

Meia sombra: o coentro, a rúcula e a hortelã adoram esse ambiente.

Agora é só fazer uma lista do que deseja cultivar, adquirir as mudas e uma terra boa.

Qual tipo de horta escolher?

Mini-horta: vasos com temperos perto de janelas é uma opção para quem não tem muito espaço.

Horta Suspensa: existem vários tipos de hortas suspensas, lindos e práticos. Esse modelo é interessante, pois pode ser pendurado em um canto, por exemplo. Existem hortas suspensas de madeira, vasos, garrafas pet, canos etc. Há modelos para a venda que são autoirrigáveis, muito práticos.

Horta de parede em madeira: são um charme. e se o espaço for maior pode-se até misturar flores com os elementos da horta.

Hoje em dia, é possível adquirir uma horta pronta ou fazer a sua própria. Aí vale a criatividade de cada um.

Um grande abraço e até a próxima.

Milene Fracasso Grigol